Pisca LED

Este é o famoso "Hello World" dos sistemas embarcados, um clássico. O exemplo apresenta como configurar e gerenciar GPIO utilizando a interface Sysfs, em Linux, a partir do user space

 

Leia a documentação Sysfs Interface em :

       GPIO Sysfs Interface for Userspace

​Periféricos: GPIO

Resumo:

  • Reserve o Pino (Export)

  • Configure a direção In/Out (Direction)

  • Gerencie o estado lógico (Value)

​Data: 15/06/2017

​Data: 23/06/2017

Segundo exemplo de um pica led, neste caso, a partir da aplicação escrita em linguagem C. O exemplo demonstra como configurar e usar o GPIO como saída. A blackFox conta com 18 GPIOs.

 

  • ​Programação: Linguagem C

  • Toolchain: Linaro Crosstool - ng

  • IDE: Eclipse Neon

  • Download: main.c

​Data: 23/06/2017

Conversor A/D

A blackFox disponibiliza em seus pinos três canais A/D, com 10 bits de resolução. Esta prática faz uso do sensor de temperatura LM35DZ e potenciômetro. O resultado da conversão A/D é apresentado no display lcd 20x04. A tensão  (VREF) de referência máxima de entrada é de 3.3V. Neste exemplo, o trigger do conversor A/D está configurado por hardware, modo contínuo. Leia mais sobre o uso do driver ADC na família de microprocessadores AT91 aqui.

​Periféricos: GPIO, ADC.

​Componentes: 

  • LM35DZ

  • Potenciômetro

  • Display LCD

​Download: Projeto(Fontes)

Fazendo uso do analisador lógico, Saleae, são realizados testes para verificar o funcionamento de alguns periféricos da blackFox, como a serial, i2c e pwm. O uso deste tipo de ferramenta proporciona o monitoramento do barramento de comunicação, decodificação do protocolo, além da visualização gráfica dos  sinais: largura de pulso, frequência, sincronismo e período, dentre outras funcionalidades. Leia mais sobre o funcionamento destes periféricos: serial, i2c e pwm.

​Data: 31/07/2017

Serial | I2C | PWM